86 capítulos
Medium 9788563899569

Capítulo 6 - Enrolados

Simon Williams Grupo A PDF

6

Enrolados

Mais pressa, menos velocidade!

Essa era a frase favorita de um bom jogador de xadrez que eu conheci e se aplica a muitas posições. Eu certamente a considero muito útil, já que me considerava um jogador bem impaciente, perfeitamente capaz de jogar muito rápido e acabar misturando os meus planos. Hoje em dia, eu tento não me apressar e aproveitar o tempo, o que me ajuda a não me enrolar.

É necessário ter sempre uma ideia clara daquilo que se quer atingir com uma posição. Se você não puder pensar em um bom plano a longo prazo, então deve pensar em lances que propiciem pequenas melhoras à sua posição. Esse tipo de pensamento mais centrado pode ajudá-lo a evitar se enrolar, tentando o lance errado ou ignorando os planos astutos de seu adversário.

Agora, vamos dar uma olhada em algumas partidas para ver como vários bons jogadores se enrolam. Nossa primeira partida é um breve evento em que a escolha de abertura das Pretas foi muito inteligente. Stephen Gordon, ou

Ver todos os capítulos
Medium 9788536313634

Capítulo 1. Primórdios

Yasser Seirawan Grupo A PDF

XADREZ VITORIOSO: ABERTURAS

13

1

Primórdios

D

ê uma olhada no Diagrama 1, a posição inicial de uma partida de xadrez. É a posição mais complicada no xadrez. Pode acreditar. O Grande

Mestre David Bronstein, que empatou o match do Campeonato Mundial de

Xadrez em 1951, freqüentemente ia à partida de um torneio importante e sentava, maravilhado, olhando essa mesma posição. Uma vez ele levou mais de 50 minutos em seu primeiro lance! E em que será que esse gênio do xadrez, esse titã, praticamente co-campeão do mundo inteiro do xadrez, estava pensando?

“Eu estava imaginando que lance fazer”, disse David.

A posição inicial é realmente tão complexa assim? A resposta é mais complicada que um simples sim ou não. E a complexidade aumenta à medida que o estudante aprende mais! Quando estava jogando minhas primeiras partidas de xadrez, tinha certeza absoluta de qual era o melhor lance (claro que eu estava redondamente enganado). Agora, como Grande

Ver todos os capítulos
Medium 9788563899569

Capítulo 5 - Jogue com Propósito!

Simon Williams Grupo A PDF

5

Jogue com

Propósito!

Todo lance deve ter uma intenção por trás.

Quando estou dando aula para os iniciantes, uma das primeiras coisas que noto é que eles frequentemente fazem lances sem sentido. Isso é ainda mais verdadeiro com os jogadores mais novos, que podem jogar 1 a3, 2 c3, 3 e3 e 4 g3 só porque é um padrão bonito. Isso obviamente é um exemplo extremo de jogar sem propósito, mas tais lances ainda podem ser vistos nos níveis mais altos do jogo. Mesmo em partidas envolvendo fortes Grandes Mestres, um jogador pode simplesmente perder tempo, começar a divagar e jogar superficialmente. Vamos ver alguns exemplos desses tipos de erro neste capítulo, assim como ver de que forma eles podem ser punidos.

Conseguir encontrar com sucesso a chave de uma posição costuma vir com a experiência, mas existe uma série de coisas que você pode fazer para ajudar a encontrar o plano correto:

1. Estude as partidas dos melhor jogadores

Se sua principal abertura é a Defesa Francesa, veja o que os melhores jogadores do mundo fazem na Defesa Francesa. Um óbvio jogador pelo qual começar seria Morozevich. Ele é um grande jogador e possui uma compreensão estupenda, talvez única, do xadrez, então todos podemos aprender muito ao ver o que ele faz na abertura. Veja o que ele joga e tente entrar em sua cabeça. Por que ele fez aquele lance? Qual a ideia por trás dela? Existem planos típicos que ele usa em seus jogos com a Defesa Francesa?

Ver todos os capítulos
Medium 9788536306513

Capítulo 5. Peças menores superiores

Yasser Seirawan Grupo A PDF

XADREZ VITORIOSO: ESTRATÉGIAS

79

5

Peças menores superiores

N

o xadrez, uma das batalhas estratégicas mais intensas e interessantes é aquela entre um Bispo e um Cavalo. Cada uma dessas peças sempre tenta sobrepujar a outra. Por isso é preciso muita criatividade para provar que é sua peça que manda.

Embora muitos livros demonstrem preferência pelos Bispos (alguns dizem até mesmo que o Bispo vale 3½, enquanto o Cavalo vale 3), em termos de contagem de pontos essas duas peças têm igual valor, ou seja, 3 pontos. Mas é claro que não podemos analisar o valor de uma peça apenas em termos da contagem de pontos. A situação no tabuleiro é o que determina seu verdadeiro valor.

Nesse momento surge a necessidade de uma boa estratégia: para empreender uma batalha entre um Bispo e um Cavalo, é preciso saber como criar condições que valorizem a peça de sua propriedade. Quando tiver um Cavalo, o enxadrista deve jogar por uma posição fechada. Ao contrário, de posse do Bispo, deve abrir a posição (veja a seção “Para onde levar as peças”, no Capítulo 4, para saber por que essas condições são mais favoráveis a uma ou a outra peça). Faça tudo para que sua peça domine a peça inimiga!

Ver todos os capítulos
Medium 9788536313412

Capítulo 10 - Solução dos Problemas

Garry Kasparov Grupo A PDF

82

Solução dos Problemas

As Peças e seus Movimentos a. O bispo branco pode se mover para: d4, f4, g5, f2, d2 e c1. Ele pode capturar a dama preta em c5.

a. A torre branca em a1, o bispo branco em c1 e o bispo preto em e7

– todos estão sem opção de movimento permitido.

b. A torre preta pode se mover para: g7, g5, g4, g3, g2 e f6. Ela pode capturar o peão branco em h6 e o cavalo branco em g1.

b. As três peças que dispõem de apenas um movimento permitido são: o cavalo branco em b1 (a3), a torre preta em f8 (e8) e o rei preto em g8 (h8).

1

a. A dama branca pode se mover para: a3, a4, b4, b5, b6, c4, c3, d3, e3, f3 e g3. Ela pode capturar a dama preta em b7 e a torre preta em h3.

2

b. O cavalo preto pode se mover para: e8, h5 e g4. Ele pode capturar o cavalo branco em e4 e o bispo branco em d7.

3

4

a. A rota é Be5-b2-

a3. b. A rota é Cf3-h4 g6-h8. c. A rota é Te1-g1-g8-a8.

83

5

Brancas:

Ver todos os capítulos

Visualizar todos os capítulos