3134 capítulos
Medium 9788521616542

Apêndices

BALANIS, Constantine A. Grupo Gen PDF

Apêndice

I

x

sen(x)/x

x

sen(x)/x

x

sen(x)/x

0,0

0,1

0,2

0,3

0,4

0,5

0,6

0,7

0,8

0,9

1,0

1,1

1,2

1,3

1,4

1,5

1,6

1,7

1,8

1,9

2,0

2,1

2,2

2,3

2,4

2,5

2,6

2,7

2,8

2,9

3,0

3,1

3,2

3,3

3,4

1,00000

0,99833

0,99335

0,98507

0,97355

0,95885

0,94107

0,92031

0,89670

0,87036

0,84147

0,81019

0,77670

0,74120

0,70389

0,66500

0,62473

0,58333

0,54103

0,49805

0,45465

0,41105

0,36750

0,32422

0,28144

0,23939

0,19827

0,15829

0,11964

0,08250

0,04704

0,01341

0,01824

0,04780

0,07516

3,5

3,6

3,7

3,8

3,9

4,0

4,1

Ver todos os capítulos
Medium 9788521624011

Tópico III 16 - Química Inorgânica

LINDEBURG, Michael R. Grupo Gen PDF

16

  1. Estrutura Atômica

 2. Isótopos

  3. Elementos Inertes

  4. Tabela Periódica

  5. Resumo das Tendências na Tabela Periódica

  6. Número de Oxidação

 7. Compostos

  8. Formação de Compostos

  9. Mols e Lei de Avogadro

10. Fórmulas e Pesos Moleculares

11. Equivalente-Grama

12. Densidade

13. Fração Gravimétrica

14. Determinação de Fórmula Empírica

15. Isômeros

16. Íons e Afinidade Eletrônica

17. Eletronegatividade

18. Ligações Iônicas

19. Compostos Iônicos

20. Energia de Ligação

21. Ligações Covalentes

22. Dipolos

23. Símbolos de Elétrons e Ligações Covalentes

24. Ligações Duplas e Triplas

25. Outros Tipos de Ligações

26. Híbridos de Ressonância

27. Reações Químicas

28. Balanceamento de Equações Químicas

29. Reações de Oxidação-Redução

30. Balanceamento de Reações Oxidação-Redução

Ver todos os capítulos
Medium 9788521613930

Apêndice C. Tópicos Matemáticos

LIGHTFOOT, Neil R.; BIRD, R. Byron; STEWART, Warren E. Grupo Gen PDF

APÊNDICE C

TÓPICOS MATEMÁTICOS

C.1

ALGUMAS

EQUAÇÕES DIFERENCIAIS ORDINÁRIAS E

SUAS SOLUÇÕES

C.2 EXPANSÕES DAS FUNÇÕES EM SÉRIE DE TAYLOR

C.3 DIFERENCIAÇÃO DE INTEGRAIS (FÓRMULA DE

LEIBNIZ)

C.4 FUNÇÃO GAMA

C.5 FUNÇÕES HIPERBÓLICAS

C.6 FUNÇÃO ERRO

Neste apêndice, resumiremos informações em tópicos matemáticos (diferentes de vetores e tensores) que são úteis no estudo de fenômenos de transporte.1

C.1 ALGUMAS EQUAÇÕES DIFERENCIAIS ORDINÁRIAS

E SUAS SOLUÇÕES

Dispomos aqui uma curta lista de equações diferenciais que aparecem freqüentemente em fenômenos de transporte. Supõese que o leitor esteja familiarizado com essas equações e em como resolvê-las. As grandezas a, b e c são constantes reais e f e g são funções de x. Nas Eqs. C.5-12 e 13, uma constante arbitrária pode ser colocada à direita.

Equação

Solução

1

Alguns livros de referência sobre matemática aplicada são: M. Abramowitz and I. A. Stegun, Handbook of Mathematical Functions, Dover, New York, 9th printing

Ver todos os capítulos
Medium 9788536317724

Capítulo 50. Diabete I: entrada de glicose na célula por estimulação da insulina, síntese de glicogênio e sinal de transdução

J. G. Salway Grupo A PDF

Diabete I: entrada de glicose na célula por estimulação da insulina, síntese de glicogênio e sinal de transdução

50

Diagrama 50.1 (página ao lado)

Esquema hipotético mostrando como a insulina estimula a entrada de glicose e a síntese de glicogênio.

Embora seja senso comum que a insulina diminui a concentração de glicose sanguínea, na realidade ela tem amplo espectro de efeitos não apenas sobre o metabolismo, mas também sobre a homeostase do potássio, o volume celular, a diferenciação e o crescimento celular. É notável que essas múltiplas ações sejam expressas por meio de um único tipo de receptor de insulina. A ligação desse hormônio ao seu receptor inicia seus variados, ou melhor, seus pleiotrópicos (do grego pleion, mais; tropos, tornar) efeitos por um complexo sistema de sinalização que não é ainda completamente compreendido. O Diagrama 50.1 resume dois mecanismos hipotéticos da estimulação insulínica para efetuar a translocação de

GLUT4, (transportador de glicose) até a membrana celular e facilitar a entrada da glicose estimulada por insulina para a síntese de glicogênio (Tab. 50.1).

Ver todos os capítulos
Medium 9788521626824

Parte II - Capítulo 11 Supervisão de Processos Complexos

ROQUE, Luiz Alberto Oliveira Lima Grupo Gen PDF

Capítulo 11

Supervisão de Processos Complexos

11.1  Introdução

Antes de iniciar o desenvolvimento de sistemas supervisórios para processos mais elaborados, lembre-se de que é necessário estabelecer previamente a comunicação entre o tópico criado no software RSLinx e o nome de acesso configurado no programa supervisor. Esses procedimentos foram apresentados no início do Capítulo

10, a fim de permitir a interação entre os elementos constituintes do código em linguagem Ladder (contatos virtuais, bobinas de saída e demais instruções) e os objetos gráficos que proporcionam características dinâmicas ao sistema supervisório.

As próximas seções deste capítulo continuarão a linha de desenvolvimento da Parte II deste livro, que consiste no desenvolvimento de sistemas supervisórios para a automação dos processos apresentados nos capítulos da Parte I.

11.2  Sistema supervisório para automação do elevador

Pede-se elaborar sistema supervisório para o programa Ladder que realiza a automação do elevador. A tela apresenta os componentes da Fig. 11.1, que se comunicarão com os respectivos endereços do código em Ladder (Fig. 11.2).

Ver todos os capítulos

Visualizar todos os capítulos